NOTÍCIAS


- Moto em transporte vira carga

Texto: Gisele Flores e Jaime Nazário

Quando fura um pneu ou acontece uma pane na moto, muitas vezes o jeito para levá-la a um conserto é por meio de outro veículo, um guincho ou uma caminhonete. Neste trajeto, a moto que é transportada assume a natureza de carga, não mais de veículo, e isso tem implicações referentes a seguro.

Ainda que a moto tenha seguro para cobrir despesas com danos materiais e pessoais do proprietário, dos passageiros e de terceiros, a apólice não se aplica ao deslocamento da moto em transporte. A menos que esse seja um serviço executado em decorrência desse seguro contratado. Nesse caso, a responsabilidade é da seguradora.

Acontece que transporte de cargas têm um seguro específico, chamado RCTRC (Responsabilidade Civil de Transporte Rodoviário de Cargas), mas ele só pode ser contratado por transportadoras. Então, quando uma moto é transportada pelo proprietário ou por terceiro, a cobertura de prejuízos materiais e pessoais é inteiramente compartilhada entre proprietário e transportador (que podem ser a mesma pessoa).

Isso significa que, se houver alguma avaria na moto decorrente do transporte, esse dano terá que ser acertado entre proprietário e transportador. Se ocorrer uma queda da moto na via e isso causar danos materiais ou pessoais a terceiros, essa responsabilidade civil terá de ser assumida pelo proprietário e pelo transportador.

Enfim, tome cuidado quando colocar a sua moto para transporte. Seja num caminhão ou numa caminhonete, pois ela continua sendo sua responsabilidade, a menos que você verifique que ela está sendo transportada com o seguro apropriado (RCTRC).

Fonte:Blog MotoClub Ipiranga


Mais Notícias

Produzido por Sitionet